top of page

PlayStation 5 Pro?




Sobre o caso do PS5 Pro, muito provavelmente vai acontecer. Não sei se em 2023, 2024 ou depois, mas deve acontecer. É verdade que isso aconteceu apenas na geração passada, mas o lançamento do PS4 Pro se mostrou um ótimo impulsionador de vendas para o console. Mercadologicamente falando, é uma estratégia inteligente. A empresa, sem muito esforço, entrega um hardware com algumas melhorias que puderam ser trabalhadas sem muita pressa, por um preço mais alto e isso ainda gera um interesse maior na plataforma.


Por outro lado, essa melhoria é desnecessária. Temos uma geração com dois consoles incríveis. O maior salto desde que o PlayStation foi lançado. Praticamente tudo que existia de gargalos foi removido. Os desenvolvedores já declararam que estão apenas arranhando a superfície do que o hardware pode fazer.


Se essa geração durasse 10 anos, o que eu acho que deveria e poderia, o PS5 terminaria menos limitado do que o PS4 quando a atual geração começou. Muito se fala em resolução, mas eu vejo um espaço pra melhorias muito mais interessante em todos os outros aspectos.


- Talento e conhecimento das engines por parte dos desenvolvedores.

  • Um dos aspectos que fazem com que a Sony entregue experiências top tier na indústria é justamente o fato de ter estúdios com talentos únicos. Na geração passada foi fácil observar isso e também como esses times conseguiram aprimorar o uso dessas engines durante a geração. Um ótimo exemplo foi a Decima Engine, que foi utilizada e aprimorada pela Kojima Productions em Death Stranding e entregou resultados assustadores em Horizon Forbidden West.


- Otimização dos hardwares e engines, possibilitando um desenvolvimento mais ágil.

  • Na famosa apresentação do Mark Cerny, onde ele falou sobre a engenharia do PS5 e relevou sua performance em números sólidos, porém explicando que eles não demonstravam o poder do console, ele também explicou sobre o tempo de desenvolvimento. O salto da geração do PS3 para o PS4 foi absurdo em termos de agilidade no desenvolvimento. Um dos pontos que fez com que a geração do PS3 tivesse problemas, foi justamente essa dificuldade. Isso foi melhorado substancialmente no PS4 e promete ser ainda melhor no PS5, palavras dele.


- Melhoria da estrutura dos jogos idealizada pelo Mark Cerny, como certamente o SSD já está permitindo.

  • Esse talvez seja o ponto mais importante. O abandono dos HDs tradicionais e de baixíssima performance, como eram usados no PS4, faz com que as possibilidades sejam várias. O foco no absurdo SSD do PS5, requisito dos desenvolvedores ao Mark Cerny, possibilita que jogos sejam produzidos estruturalmente diferentes. Não existe mais a necessidade de mascarar uma tela de loading com elementos do level design. Isso já foi utilizado em Ratchet & Clank Rift Apart, Returnal e ainda será bastante explorado em outros jogos.


- Melhorias em tecnologias de mocap, áudio 3D, iluminação e compactação de arquivos.

  • Na geração passada, o motion capture, técnica de captura de movimentos, se tornou cada vez mais presente nas grandes produções. Jogos que buscam mais realismo, por exemplo, tem usado cada vez mais a tecnologia, mas vale ressaltar que ela é cara, além de ser uma tecnologia em rápida evolução. Já é assustador o nível de detalhes que os jogos vêm entregando, mas até o final da geração, quando o foco for somente os consoles atuais, essa tecnologia vai entregar ainda mais.


Tudo isso é mais importante do que "pular de 4k pra 8k de resolução" ou simplesmente tentar entregar 4k nativo. Quer um exemplo? A maioria das pessoas preferem 60fps/1080p - 2k do que 30fps/4k. Maioria esmagadora. Gravamos um episódio do PS Talks falando sobre a duração dessa geração e comentando mais a fundo os motivos pelos quais queremos uma geração mais longa e porquê isso seria vantajoso do ponto de vista do consumidor e do amadurecimento da indústria. Para ouvir o episódio, clique aqui.

Comments


bottom of page